Educação Financeira para todos

Quem tem adolescentes em casa certamente já sentiu o efeito no bolso: essa é a etapa da vida em que as despesas com os filhos mais pesam no orçamento. Roupas, alimentação, gastos com escola, cursos extras, lazer...

Adolescentes

Pesquisas apontam que, nos lares com jovens entre 12 e 19 anos, os gastos podem ficar, em média, até 5% acima dos ganhos por mês. As despesas com roupas e acessórios, produtos de cuidados pessoais, transporte, telefone e internet são as que mais pesam na hora de fechar as contas do mês.

E como controlar gastos?
Visando proteger sua saúde financeira, a melhor forma de controlar os gastos é conscientizando seus filhos sobre a importância de poupar desde cedo.

A educação financeira tem um papel fundamental na formação desses jovens, e deve ser iniciada logo na infância, fazendo-os enxergar os verdadeiros valores: ninguém deve ser medido pelo que “tem”, mas sim pelo que “é”. Isso evita, mais tarde, as crises dos adolescentes, que se veem obrigados a comprar algo só porque seu grupo de amigos valoriza quem usa determinado eletroeletrônico ou roupa de grife.

Já com os filhos adolescentes, o indicado é chamá-los a participarem do orçamento doméstico. Compartilhe com eles informações da sua planilha, faça-os ver quanto você ganha e em que gasta.

As reuniões familiares são um excelente recurso: além de fortalecer os conceitos de finanças ao longo do tempo, promovem maior integração e fazem com que cada integrante participe, opine e, principalmente, colabore!

Aprenda a dizer “Não”
“Não”. Essa palavra, dita na hora certa e com boa argumentação, pode barrar grandes apelos consumistas dos filhos.

Nada de fazer todas as vontades do adolescente, muito menos de recompensá-lo com presentes, sempre que tira uma boa nota, passa de ano ou lhe ajuda nas tarefas da casa, por exemplo.

Estabeleça um orçamento mensal para seu filho. Uma forma eficiente de ensinar finanças pessoais é por meio da tradicional mesada. Determine um valor (respeite seu orçamento) e mostre ao adolescente a importância de controlar seus gastos dentro deste limite.

A mesada deve ter um valor fixo e cabe aos pais deixar bem claro que, caso o filho gaste tudo antes do final do mês, deve aguardar até o próximo recebimento para realizar qualquer outra compra. E sem direito a pedidos extras!

E mais um alerta: pensando na educação financeira e no futuro dos seus filhos, os pais devem avaliar sua própria relação com o dinheiro. De nada adianta exigir economia e contenção de gastos de filhos adolescentes se os próprios pais não se controlam.

Adolescentes

Compartilhar